Um dos suplementos mais usados no Brasil é conhecido pelo nome do seu principal componente, o ômega-3. Formado por DHA e EPA, ácidos graxos saudáveis e encontrados em óleos de peixes e crustáceos, vegetais e oleaginosas, o ômega-3 é recomendado para melhorar diversas funções do nosso corpo, como as atividades cognitivas, articulares, cardíacas, oculares e anti-inflamatórias. Vale destacar que ele pode ser ingerido na sua forma pura e concentrada, e, ainda, com outros ingredientes na sua formulação.

Acompanhe e saiba para que serve o ômega-3.

Para que serve o ômega-3?

O ômega-3 serve para auxiliar a cognição e os processos mentais; para as funções cardiovasculares ao auxiliar o controle do colesterol; é indicado como anti-inflamatório; contribui para a perda de peso; é recomendado para melhorar as articulações; fortalecer os músculos; para a saúde dos olhos e muitos outros benefícios que vêm sendo estudados.

Ainda, o ômega-3 apresenta indicações para cada fase da vida. Como exemplo, pode ser recomendado para inibir o declínio cerebral relacionado à idade, como acontece na doença de Alzheimer. Para grávidas, a suplementação de ômega-3 é indicada para a saúde gestacional, colaborando até mesmo com a prevenção de depressão pós-parto.

Fórmulas aprimoradas com ômega-3

Os estudos sobre o ômega-3 relacionam o nutriente com muitos benefícios. Alguns deles, mais específicos, têm efeitos potencializados com a adição de outros componentes na fórmula de suplementação de ômega-3. A sinergia entre os nutrientes torna o suplemento com melhor absorção pelo organismo, e os benefícios são perceptíveis.

Ômega-3 para a cognição

Para que serve o ômega-3 quando o assunto é cognição? A relação dos ácidos graxos com processamentos mentais é uma das mais conhecidas. Além disso, sabe-se que os ácidos graxos também melhoram o aprendizado e a memória, e apresentam uma importante função neuroprotetora.

Fosfolipídios e fitonutrientes

Para potencializar as funções cognitivas, há fórmulas de suplementos que apresentam fosfolipídios e fitonutrientes na composição, somados às fontes de ômega-3. Nestes casos, a fosfatidilserina é uma excelente indicação, pois é considerada um dos principais fosfolipídios da membrana das células do cérebro e apresenta efeitos na memória e suporte à cognição.

Já os fitonutrientes podem ser acrescentados com o objetivo de aumentar a concentração e disposição. É o caso dos ativos da cafeína natural que estimulam o sistema nervoso central. Ainda, para equalizar a atuação da cafeína, outros fitonutrientes são sugeridos, como os presentes no gengibre tailandês, que auxiliam no estado de alerta mental. Desta forma, atuam em sinergia com a cafeína, ampliam efeitos benéficos e controlam aqueles que podem atrapalhar, como o caffeine crash.

Ômega-3 para funções cardíacas

Muitos estudos já identificaram que o ômega-3, com destaque para o EPA, atua no controle do colesterol ao diminuir os níveis de LDL, triglicerídeos e melhorar os níveis do HDL. 

Logo, ao agregar outros componentes, como carotenoides, coenzima Q10, vitaminas e minerais em suplementos fontes de ômega-3, a proposta amplia sua atuação na saúde do coração.

Astaxantina e CoQ10

Neste contexto, ao citar os carotenoides, pode-se destacar a astaxantina como um bom exemplo. O antioxidante reduz o estresse oxidativo e a inflamação, melhora o perfil lipídico e promove um melhor fluxo sanguíneo.

A coenzima Q10 e vitaminas do complexo B (B2, B6, B9 e B12) ajudam a reduzir o risco de infarto, tratamento de insuficiência cardíaca e equilibram a pressão. Ainda, os nutrientes atuam na energia mitocondrial, responsável por dar energia ao corpo de forma endógena.

Além disso, as vitaminas do complexo B são cofatores enzimáticos em diversas reações metabólicas, como o nível celular, cerebral e a produção de energia.  Somados a elas, os minerais também apresentam características antioxidantes e ajudam a proteger o coração e fortalecer a imunidade, como o cromo, zinco e cobre.

Ômega-3 para as articulações

Para quem está atento à saúde das articulações, já deve ter ouvido falar na suplementação de colágeno tipo II. Este tipo de colágeno é indicado para combater inflamação e dores, além de ser importante para a reconstrução das cartilagens.

Porém, o ômega-3 também age para melhorar a saúde das articulações. Isso porque os ácidos graxos, principalmente o EPA, apresentam efeitos anti-inflamatórios e promovem a redução de dores articulares.

Assim, as fórmulas que unem estes dois componentes potencializam os benefícios para as articulações que sofrem desgastes diante de fatores como:

  • envelhecimento natural do corpo;
  • exercícios de alto impacto; 
  • sobrepeso e obesidade; 
  • fraqueza muscular.

Ácido hialurônico

Se você costuma acompanhar o mercado da beleza, deve conhecer o ácido hialurônico. Ele é recomendado para hidratar a pele e rejuvenescer a aparência ao ajudar a suavizar marcas de expressão, rugas e sinais do envelhecimento.

Nas articulações, o ácido hialurônico atua como lubrificante, acelera a cicatrização e ajuda a aliviar dores articulares.

Ômega-3 com efeito anti-inflamatório

Quando é afirmado que o ômega-3 serve para várias situações da nossa saúde, a ação anti-inflamatória precisa ser destacada. Estudos identificaram que os ácidos graxos, com foco no EPA, ajudam a minimizar processos inflamatórios.

Agora, imagine unir os efeitos do ômega-3 com um componente que apresenta atuação anti-inflamatória reconhecida, como a cúrcuma

Cúrcuma e antioxidantes

Saiba que a cúrcuma pode ser encontrada em formas que potencializam sua biodisponibilidade, como o sistema micro-sr. Assim, os ativos da cúrcuma são micronizados e microencapsulados, o que melhora a absorção.

Somado a isso, há suplementos com objetivos anti-inflamatórios que incrementam fontes de ômega-3 com cúrcuma e antioxidantes, como a astaxantina e a vitamina E.

Ômega-3 para a saúde dos olhos

O DHA, um dos ácidos graxos do ômega-3, é uma das principais gorduras estruturais na retina do olho. Vale destacar que a retina sofre uma degeneração com o passar dos anos, que ocasiona a DMRI – degeneração macular relacionada à idade.

A mácula é uma região localizada no centro da retina, essencial para a leitura, identificação de detalhes e cores. Esta região pode ter a degeneração acelerada por fatores prejudiciais, como tabagismo e a luz azul, emitida por smartphones e tablets

Uma das principais características da DMRI é o acúmulo de proteínas e gorduras na retina, o que pode gerar perda gradativa da visão.

Zinco, carotenoides e vitaminas

A saber, fórmulas que unem os benefícios do ômega-3 com a atuação sinérgica do zinco e de vitaminas que melhoram a saúde ocular, como A, C e E, potencializam a função ocular. Ainda, é importante citar que a mácula apresenta altas concentrações de luteína e zeaxantina, carotenoides antioxidantes que protegem as células da luz azul. Assim, repor estes compostos também é interessante para manter os olhos saudáveis.

Agora que você sabe para que serve o ômega-3 e os benefícios que os ácidos graxos podem agregar, conheça a linha de ômegas da Essential Nutrition. Com certeza, há uma fórmula ideal para melhorar as funções do seu corpo, conforme os seus objetivos.

 

 

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essential.

Ômega-3 em cápsula no fishy taste com maior conforto digestivo

R$190,00

Ômega-3 + Astaxantina + CoQ10

R$180,00
Liquid Super Ômega-3 TG -0

Ômega-3 líquido no fishy taste

R$120,00
Super Ômega 3 TG - 240 cápsulas-0

Óleo de peixe ultraconcentrado em EPA e DHA

R$200,00