A prática regular de atividade física é recomendada pela medicina para atingir diversos objetivos ligados à saúde. E, ao promover a saúde como um todo, o esporte também está relacionado com nossa capacidade de evitar e combater doenças. Estudos comprovam que pessoas que praticam atividade física regularmente têm menor incidência de infecções bacterianas e virais, além de outros indicadores de um sistema imunológico forte. Confira neste texto qual é a relação entre a prática esportiva e o sistema imunológico.

Como funciona nosso sistema imunológico

O sistema imunológico é uma barreira sofisticada, bastante adaptável. Pode gerar uma variedade enorme de células e moléculas capazes de reconhecer e eliminar uma grande quantidade de micro-organismos invasores. Ele é dividido em sistema imune inato e sistema imune adaptativo. 

O sistema imune inato se caracteriza por responder aos estímulos de maneira não específica, atacando as ameaças assim que elas são detectadas pelo organismo. Ele é composto por neutrófilos, eosinófilos, basófilos, monócitos, células natural killer e enzimas.

A segunda linha de defesa, caracterizada como imunidade adaptativa, é capaz de modular sua estratégia de acordo com as características de cada ameaça. O sistema imune adaptativo é composto por linfócitos T e B e por imunoglobulinas. Saiba mais sobre o funcionamento do sistema imunológico neste vídeo do TED-Ed (legendas em português disponíveis).

Benefícios da atividade física para o sistema imune

Pesquisas mostram que o exercício físico promove uma alteração no equilíbrio (homeostase) do nosso organismo, obrigando a uma reorganização da resposta imune. Quando o exercício físico tem intensidade moderada (que não causa exaustão), há um aumento permanente nas células do sistema imune, tanto no inato quanto no adaptativo. 

Como consequência, as pessoas que praticam atividades físicas regulares têm menor incidência de infecções bacterianas – como sinusite, conjuntivite e sífilis, por exemplo – e virais – como gripe, sarampo e hepatite A, por exemplo -, além de menor incidência de neoplasias, que podem dar origem a tumores. 

Riscos do excesso de atividade física para o sistema imunológico

Esta melhora geral nos indicadores do sistema imunológico, no entanto, tem um limite. Atividades físicas intensas, que levam o atleta à exaustão todas as vezes, tendem a acabar enfraquecendo o sistema imunológico. Repetitivas infecções no trato respiratório são relativamente comuns em atletas de alta performance e em atletas recreacionais que se submetem a grandes esforços.

Neste cenário, há uma redução expressiva na quantidade de algumas células do sistema imunológico após a atividade. 

Estudos mostram que esta diminuição pode deixar o organismo mais suscetível a vírus e bactérias por um período de até 72 horas. Além disso, outros dois fatores são apontados como possíveis causadores do enfraquecimento do sistema imunológico após o exercício: 

  • Glutamina – com a alta na demanda de glutamina para recuperação dos músculos, ela pode entrar em falta no organismo, que a usa também para fortalecer a barreira imunológica intestinal. Além disso, ela é o principal combustível para linfócitos, macrófagos e fibroblastos;
  • Cortisol – o hormônio do estresse, liberado em grandes quantidades durante as atividades físicas intensas, reduz a capacidade de proliferação e ação dos leucócitos.

Benefícios da atividade física para o organismo em geral

Como vimos no começo do texto, a prática esportiva frequente e moderada é capaz de impulsionar o ganho de saúde para o corpo como um todo. Mas quais seriam outros benefícios, além do sistema imunológico? 

Segundo um relatório especial de saúde da Escola de Medicina de Harvard, há pelo menos cinco outros benefícios. 

  • Praticar atividade física regularmente pode minimizar a depressão e problemas emocionais. 
  • Melhora a vida sexual, tanto a libido como o desempenho. 
  • O exercício promove o bom funcionamento pulmonar e aumenta o fluxo sanguíneo do cérebro, ajudando a manter as funções cerebrais
  • A prática de atividade física regular proporciona três importantes benefícios para o sono: ajuda a adormecer mais rapidamente, ter um sono profundo mais prolongado e de melhor qualidade e despertar menos durante a noite. 
  • Protege a mobilidade e a vitalidade. O exercício retarda o declínio natural do desempenho físico que ocorre com o envelhecimento

Saiba mais sobre os benefícios comprovados da atividade física para a saúde

Gostou deste texto? Quer receber mais informações importantes sobre esporte, nutrição e saúde no seu e-mail? Cadastre-se em nossa newsletter!

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Assim, as informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. Por fim, nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essential.

Whey Protein Hidrolisado e Isolado + Precursores da Glutationa.

R$240,00

Óleo de peixe ultraconcentrado em EPA e DHA

R$235,00

100% Pura L-Glutamina

R$195,00

Recovery Supplement sabor Citrus

R$180,00