Cada uma tem a sua história, mas compartilhamos nossas dúvidas e conquistas quando o assunto é maternidade.

Pedro e Romeo nasceram prematuros. Tinham apenas 29 semanas quando o Romeo decidiu que era hora chegar ao mundo, e trouxe o Pedro junto. Desde então, Pedro segue o Romeo onde ele for.

Era uma segunda-feira. Estava prestes a ir para o trabalho quando as contrações começaram. A cesárea foi de emergência. Romeo veio primeiro. Demorou para chorar quando nasceu e logo foi para a incubadora. Pedro chegou dois minutos depois e também precisou de cuidados. Durante duas semanas, todo contato que tivemos foi através de uma caixinha de acrílico. Eu não reclamava. Ficava feliz em segurar aquelas mãozinhas minúsculas e vibrava com cada pequena conquista, que tinha proporções gigantes.

Ficamos exatos 62 dias na UTI vivendo todo dia uma montanha russa de emoções. Hoje, cinco anos depois, eles estão lindos, inteligentes e fortes, mas acho que experiências assim nos fazem enxergar ao mesmo tempo a fragilidade e a força que as crianças têm. Toda essa experiência também mudou a forma como eu achei que seriam os primeiros meses em casa, me fez valorizar ainda mais a nutrição e o amor em sua forma mais pura e medicinal.

Nem tudo que você planejou vai acontecer

Eu queria ter amamentado mais. Mas acho que o lado emocional e a falta de estímulo nos primeiros meses fizeram com que eu não tivesse muito leite. Tirava com a bombinha o que conseguia, diversas vezes ao dia, e cada ml a mais era muito festejado.

Sabia da importância do aleitamento para a imunidade do bebê, mas tive que complementar com fórmula desde o início. Acho que isso também me deixou meio “noiada” com essa questão de imunidade. Acostumada à esterilização do ambiente hospitalar, logo que tivemos alta, providenciei álcool em gel para a família, limitei as visitas e evitei espaços públicos. Fiquei insuportável (segundo a minha mãe) e passei seis meses de pijama.

Imunidade entrando pela porta da escolinha

O início da vida na escolinha pode ser bem trabalhoso para os pais: além de todas as inseguranças com o novo ambiente, eles também precisam lidar com a reincidência das infecções. Nessa fase, muitas mães já voltaram a trabalhar e um resfriado recorrente exige um remanejo da rotina familiar e, por mais que a doença faça parte do desenvolvimento do sistema imunológico da criança, ver aqueles olhinhos caídos é de cortar o coração. Muitas vezes ainda é preciso avisar aos vizinhos para não chamarem a polícia, porque tudo não passa de uma sessão de nebulização…

Nas rodas de mães o assunto é resfriado, virose e qual amiguinho não foi para escola essa semana. O contato das crianças nessa fase é muito próximo e automaticamente você já pensa que uma hora esse vírus vai bater à sua porta.

Uma ajuda na imunidade infantil

O sistema imunológico tem seu próprio tempo para amadurecer. Mas a alimentação é muito importante para manter as doenças longe de casa ou acelerar a recuperação depois de um resfriado. Seu filho precisa dos nutrientes, vitaminas e minerais que você consegue oferecer através de uma dieta equilibrada e variada.

Como muitas vezes manejar o cardápio infantil requer uma certa habilidade e psicologia, existem produtos (polivitamínicos) pensados especialmente para crianças. Essas alternativas não substituem a alimentação, mas ajudam e muito com a dose diária que elas precisam nessa fase de desenvolvimento.

Ao ver seu filho se desenvolvendo saudável e feliz, você fica mais tranquila. E saber que eles QUASE nunca ficam doentes dá até um orgulhinho maternal.

Minha experiência com polivitamínico infantil

Confesso que tive muita sorte. Mesmo depois de toda neura pós-UTI, meus filhos sempre foram crianças saudáveis. O máximo que aconteceu foram visitas ao pronto socorro de madrugada com crises de asma e bronquite e uma cirurgia de hérnia. Logo que eles fizeram dois anos eu fui apresentada ao Chocoki, um polivitamínico que parece achocolatado em pó, só que sem açúcar. Eu colocava (coloco até hoje) na vitamina de banana, abacate e mamão, e eles adoram.

Comecei a perceber que eles não ficavam mais doentes, ou se ficavam era uma virose que derrubava por um dia e no segundo já estavam de pé! Claro que virei garota propaganda do Chocoki para minhas amigas e mães do colégio. Foi numas dessas “minhas evangelizações” que a Essential Nutrition me descobriu e me convidou para escrever a minha história aqui.

3 motivos de porque o Chocoki se tornou meu produto favorito da Essential Nutrition:

1. Não preciso dizer não o tempo todo
“Mãe, compra isso?”, “Mãe, quero aquilo”… Dizer não é tão saudável quanto fazer escolhas conscientes, mas ter alternativas que possibilitem a gente a dizer sim é maravilhoso e ajuda bastante na tarefa de educar as crianças. Quer achocolatado? Ótimo! Ofereço Chocoki que não tem açúcar, é uma delícia e ainda tem um monte de nutrientes.

2. Melhora da imunidade
Se você se identificou com o grupo de mães de crianças que estão sempre doentes, não se preocupe: não vai ser sempre assim. Entretanto, crianças que não estão recebendo os nutrientes através da alimentação ou que vivem em ambiente de estresse têm mais chance de ficarem doentes. Na infância, o Chocoki pode ser dado a partir dos dois anos de idade por uma questão de desenvolvimento do paladar das crianças.

3. As crianças adoram
“Mãe, vitamina!” Essa é uma das primeiras fases do dia que eu escuto. Como a gente toma café, a vitamina é um ritual sagrado para eles. O que as crianças nem imaginam é que, a cada colher de Chocoki, além do sabor único de puro cacau, elas consomem também vitaminas ativas e minerais quelados.

Uma maneira de começar o dia e que eu sinto que faz bem tanto para eles quanto para mim!

“História real de uma mãe de gêmeos, de 36 anos, Nicole Vergetis”

“As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essential.”

Golden Milk Superfood

R$175,00
ChocoKi-0

Achocolatado polivitamínico sem açúcar

R$68,00
BerryKI-0

Polivitamínico sabor frutas vermelhas

R$68,00

Bebida para foco, concentração e recuperação.

R$13,00