Alguns nutrientes são grandes aliados da beleza, como a biotina. São conhecidos como nutricosméticos, que podem ser vitaminas, antioxidantes, minerais e aminoácidos, capazes de desacelerar os processos do envelhecimento cutâneo. Saiba mais sobre o que é a biotina e para que serve, quais são as vitaminas para pele e como atuam.

Muitas pessoas se perguntam o que é e para que serve a biotina. O que podemos afirmar é que ela é uma vitamina que cumpre os requisitos acima. Ao lado dela, outros nutrientes, como a vitamina A, C, D e E colaboram com a estética, além de apresentarem benefícios para as atividades bioquímicas e funcionais do corpo.

Essas substâncias, conhecidas como nutricosméticos, estimulam a produção de colágeno, uma proteína relacionada diretamente com os aspectos de beleza. Mas, vale lembrar que ela não é a única que apresenta melhorias na pele quando é absorvida pelo organismo. 

Por isso, acompanhe com a gente tudo o que você precisa saber sobre biotina e seus benefícios para o organismo, e como atuam as vitaminas que melhoram a pele, os cabelos e unhas.

O que é biotina?

A biotina, também conhecida como vitamina B7 ou vitamina H, é um nutriente que age na formação e manutenção da pele e dos cabelos, produção de glicogênio e proteínas, o que a torna essencial para o bom funcionamento do organismo.

Ela está presente em alimentos, como frutas, leite, gema de ovo, carne vermelha e nozes. Além disso, a microbiota intestinal – formada pelas bactérias presentes no intestino – também atua na produção da biotina.

É, ainda, uma vitamina classificada como hidrossolúvel e, por se dissolver na água, tem uma melhor absorção pelo organismo. Da mesma forma, é excretada com facilidade, pois o corpo não pode armazená-la, o que contribui para a necessidade de reposição frequente.

Para que serve a biotina?

Por ser uma das vitaminas do complexo B, a biotina serve para metabolizar gorduras, carboidratos e proteínas dos alimentos ingeridos e transformar tudo isso em energia. Essa energia, é fundamental para o desempenho de muitas funções do nosso corpo.

Além disso, ela age como coenzima para enzimas carboxilase e facilita reações metabólicas, como gliconeogênese, o que ajuda a regular os níveis de glicose no sangue, síntese de ácidos graxos e síntese de aminoácidos, unidades que formam as proteínas.

Ainda sobre para o que serve a biotina, está a produção de queratina, o que explica seus benefícios para o crescimento de unhas e cabelos mais saudáveis.

Quais os benefícios da biotina?

As vitaminas do completo B apresentam diversos benefícios para a saúde. Nesse contexto, a biotina possui um papel especial na manutenção da pele, unhas e cabelos, além de ser um nutriente importante na gestação e redução da glicose no sangue. Também pode estar relacionada, indiretamente, com a perda ou manutenção do peso.

Para a pele

Além da produção de queratina e o estímulo à produção de colágeno, a biotina é necessária para a homeostase (capacidade de manter o meio interno em equilíbrio) do zinco na pele. 

O mineral atua na formação do colágeno e, por ter ação antioxidante, ajuda a combater os radicais livres e o processo de envelhecimento. Estudos também relacionaram problemas na pele decorrentes da deficiência de zinco.

Como já citamos anteriormente, a biotina ajuda, ainda, no metabolismo de gorduras, carboidratos e proteínas, o que evita o ressecamento e colabora com a saúde cutânea. Além disso, o nutriente também permite uma pele mais hidratada ao agir em sintonia com a vitamina A.

Para unhas e cabelos

A síntese de queratina, uma das importantes atuações da biotina, também faz parte da composição de unhas e cabelos. Logo, consumir alimentos ricos na vitamina podem contribuir para unhas menos quebradiças e mais fortes, assim como manter a saúde dos cabelos.

Isso porque a biotina é importante para o desenvolvimento do folículo piloso e possui ação antioxidante, o que contribui para cabelos mais saudáveis. Não é à toa que a vitamina pode ser utilizada no tratamento de doenças do couro cabeludo, como a dermatite seborreica ou a perda excessiva de cabelos em homens com alopecia.

Sua deficiência, por outro lado, pode causar a queda e despigmentação do cabelo, além de unhas menos resistentes.

Para emagrecer

Não há estudos definitivos sobre a relação entre biotina e a perda ou ganho de peso. No entanto, por atuar diretamente no metabolismo, a vitamina auxilia no processo digestivo e na transformação dos nutrientes em energia para o corpo.

Outros benefícios

Além dos benefícios já citados, a biotina também está relacionada a:

  • gestação mais saudável: a deficiência de biotina pode prejudicar o desenvolvimento do feto. A deficiência da vitamina, no entanto, deve ser diagnosticada pelo médico responsável pelo acompanhamento pré-natal, assim como a indicação de qualquer suplementação na gravidez.
  • equilíbrio dos níveis de açúcar no sangue: as pesquisas ainda não são conclusivas, mas estudos realizados com animais sugerem que suplementos de biotina podem ajudar a regular os níveis de glicose no sangue.

Onde encontrar?

Muitos alimentos contém biotina. Por isso, eles devem ser a primeira escolha para quem busca boas fontes da vitamina.

Os principais alimentos fontes de biotina são:

  • carnes (especialmente o fígado de boi cozido);
  • peixes (salmão e atum);
  • ovos inteiros e cozidos;
  • sementes de girassol;
  • batata doce cozida;
  • amêndoas, nozes e amendoim;
  • espinafre cozido;
  • brócolis fresco;
  • leite;
  • iogurte;
  • aveia;
  • banana;
  • maçã.

O modo de preparo ou processamento dos alimentos pode interferir na quantidade e na absorção de biotina. A clara do ovo, por exemplo, quando ingerida crua, inibe a absorção da vitamina no trato gastrointestinal. Por isso, a importância de ingerir o ovo cozido.

Quando não é possível ingerir a biotina por meio de fontes naturais, é indicado fazer uso de suplementos ou polivitamínicos, que contenham a dosagem diária recomendada, sempre com orientação médica.  

Como tomar?

A ingestão diária recomendada para adultos e adolescentes é de 30 microgramas (mcg), o que pode ser alcançado por meio de uma alimentação equilibrada.

No caso de suplementação, quando necessário, a dosagem deve ser recomendada por médico ou nutricionista, de acordo com a indicação e tempo de uso do paciente.

Deficiência de biotina: causas e sintomas

A deficiência da biotina não é algo comum, mas pode ser causada por doenças como disbiose, alcoolismo ou quadros de má absorção, como em cirurgias bariátricas.

Os sintomas da deficiência apresentam diversas manifestações, que envolvem desde a pele, unhas e cabelos, até sintomas neurológicos. Os principais são: alopecia (perda de cabelo) e despigmentação dos cabelos, conjuntivite, dermatite (erupção escamosa vermelha na região dos olhos, nariz e boca), depressão, letargia, alucinações, dormência e formigamento nos pés e mãos.

No entanto, além da biotina, outras vitaminas interferem na saúde da pele. Continue a leitura, e saiba mais sobre a atuação de cada uma delas em nosso organismo.

Outras vitaminas para a pele

Seja por estimular a produção de colágeno, proteger contra os efeitos do envelhecimento ou aumentar a hidratação, as vitaminas A, C, D e E são micronutrientes encontrados em alimentos e considerados fundamentais para a pele, assim como para muitas outras funções do organismo.

Com o foco na saúde cutânea, saiba mais sobre a atuação de cada uma delas.

Vitamina A

Dentre os benefícios da vitamina A para o corpo, o nutriente atua na renovação celular e no equilíbrio das funções das células da pele, o que colabora com a manutenção da saúde cutânea. Tem efeito antioxidante e ajuda a amenizar os danos causados pelos raios UV, além de agir contra o envelhecimento da pele.

Vitamina C

O nutriente é conhecido amplamente pelos efeitos antioxidantes, o que faz com que ajude a neutralizar os radicais livres, causadores do envelhecimento da pele. 

A vitamina C é, ainda, um cofator que estimula a produção das fibras de colágeno, além de auxiliar na sua absorção pelo organismo, o que ajuda a melhorar a firmeza e textura cutânea e suaviza rugas e linhas de expressão. Por inibir enzimas que controlam a melanina, o nutriente também tem efeitos para uniformizar o tom da pele, o que colabora para evitar manchas.

Vitamina D

A vitamina D é sintetizada na pele por meio da ação dos raios solares. Neste processo, ela contribui para a divisão e renovação celular, o que ajuda a melhorar a elasticidade e viscosidade da pele. É responsável, ainda, pela saúde do couro cabeludo e pode desempenhar função importante na manutenção do folículo piloso ou unidade folicular.

Vitamina E

Da mesma forma que a vitamina C, a vitamina E também apresenta efeitos antioxidantes, agindo para manter a pele saudável. Quando associadas, seus nutrientes potencializam a atuação contra os radicais livres, e a vitamina C é capaz de reciclar a vitamina E no organismo. Também é importante para a fotoproteção e hidratação da pele.

A deficiência de vitaminas no organismo ocasiona muitos efeitos, e alguns deles podem ser percebidos na pele. Por isso, garantir uma alimentação balanceada e rica em micronutrientes é importante para que outras funções sejam reguladas, além de manter a pele saudável.

A biotina, assim como as outras vitaminas apresentadas aqui, faz a diferença para combater os sinais de envelhecimento e manter o equilíbrio da microbiota da pele. Quer entender mais sobre este assunto? Leia o artigo: colágeno hidrolisado funciona? O que dizem os novos estudos.

 

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da Essential.

Colágeno hidrolisado com ácido hialurônico

R$180,00

Colágeno hidrolisado com ácido hialurônico

R$180,00

Colágeno hidrolisado com ácido hialurônico

R$180,00